terça-feira, 30 de setembro de 2008

New Kids on the Block volta dos anos 90 querendo ser Justin Timberlake

Video: New Kids on the Block - Twisted 9.18.08


New Kids on the Block volta dos anos 90 querendo ser Justin Timberlake

Banda lança disco de inéditas após quase 15 anos de separação. 
Timbaland, Akon e Ne-Yo assinam faixas de 'The block'.
 

Divulgação/Divulgação

Artista: New Kids on the Block    Álbum: 'The block'    Gravadora: Interscope    Avaliação do G1: 5,0

Justin Timberlake deve muito aos New Kids on the Block. Não fosse o caminho aberto pelo grupo no final dos anos 80, talvez as “boy bands” da década seguinte não tivessem encontrado terreno fértil na cena pop. O mínimo que o ex-integrante do ‘N Sync pode fazer como forma de gratidão é não torcer o nariz ao perceber que o novo álbum do NKOTB, “The block”, segue a fórmula usada em seu “FutureSex/LoveSounds”. 

Timbaland, o produtor pau-pra-toda-obra, abriu novamente sua fábrica de hits de academia e deu uma forcinha no disco que marca o retorno dos NKOTB após quase 15 anos de separação. “Twisted” tem a mesma levada de “4 minutes” – mas troque os vocais robotizados de Madonna pelo coral agudo de Joey McIntyre, Donnie Wahlberg, Danny Wood e Jordan e Jonathan Knight. 

As faixas “Big girl now” e “Lights, camera, action” têm batidas funkeadas e cheias de gemidinhos. Tal qual “SexyBack”, de Timberlake, estas músicas são perfeita para os “new kids” – hoje quase quarentões – rebolarem no palco. 

E pelos shows que vêm fazendo desde 18 de setembro, quando iniciaram turnê mundial, os rapazes ainda gostam de fazer suas coreografias. Afinal, que “boy band” abriria mão de uma dancinha para ser imitada pelos adolescentes? 

 

 

Abaixo o vintage

 

Alguns dos jovens que hoje são fãs de Jonas Brothers, McFly ou NXZero nem eram nascidos quando os NKOTB anunciaram o fim da banda, que entre os anos 80 e 90 vendeu mais de 80 milhões de discos mundo afora. É neles que o quinteto parece focar sua energia nesse revival. 

Para isso, além de Timbaland, os NKOTB convidaram nomes como Ne-Yo, Akon e Pusssycat Dolls. O resultado são músicas que se esforçam em evitar que a banda soe datada. Algumas das canções poderiam bem estar no disco de Rihanna, do Paramore ou de alguma dessas invenções da Disney que deixa a garotada em frenesi. 

Mas nenhuma tem o vigor de “Step by step”, “Hagin’tough” ou “Tonight” – hits que fizeram dos NKOTB um fenônemo. “The block” é mais um disco pop inofensivo. 

Em todo caso, fica o aviso para quem tem ouvidos mais sensíveis. Na música “Grown man”, parceria com as Pussycat Dolls”, há samples de “Chain of fools”, de Aretha Franklin. Alguns chamariam de ousadia, mas há quem possa considerar uma heresia.


Fonte: 

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Queen fará shows no Brasil em novembro

Vídeo: Queen+ Paul Rodgers Live at Hyde Park "Imagine"


Banda se apresentará nos dias 26 e 27 em São Paulo.

Atual formação conta com Paul Rodgers como vocalista.


 A banda de rock Queen fará duas apresentações no Brasil em novembro. A turnê “Cosmo rocks” passará por São Paulo nos dias 26 e 27, na casa de shows Via Funchal. 

Liderado por Freddie Mercury, o grupo de rock ficou famoso mundialmente nos anos 70 e 80 graças a hits como “We will rock you”, “I want to break free” e “Radio Ga Ga”. Com a morte do vocalista em 1991, o guitarrista Brian May e baterista Roger Taylor decidiram dar continuidade às atividades banda. 

Em 2005, o roqueiro Paul Rodgers – ex-Free e Bad Company – foi convidado a atuar vocalista. O trio lançou em setembro seu primeiro álbum de inéditas, “Cosmo rocks”. 

O Queen também fará outros dois shows na América Latina: dias 19 e 21 de novembro em Santiago e Buenos Aires, respectivamente. 



                 O Queen em sua formação atual: o baterista                     Roger Taylor, o vocalista Paul Rodgers e o                     guitarrista Brian May. (Foto: Divulgação)
O Queen em sua formação atual: o baterista Roger Taylor,
 o vocalista Paul Rodgers e o guitarrista Brian May. (Foto: Divulgação)

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Lançamento: Victor e Leo – borboletas (clipe e letra)

video

Victor e Leo – borboletas (clipe e letra)

Composição: (Victor Chaves)

Percebo que o tempo já não passa
Você diz que não tem graça amar assim
Foi tudo tão bonito, mas voou pro infinito
Parecido com borboletas de um jardim

Agora você volta 
E balança o que eu sentia por outro alguém
Dividido entre dois mundos
Sei que estou amando mas ainda não sei quem

Não sei dizer o que mudou
Mas nada está igual
Numa noite estranha a gente se estranha e fica mal
Você tenta provar que tudo em nós morreu
Borboletas sempre voltam
E o seu jardim sou eu

 

Victor & Leo é uma dupla sertaneja brasileira, formada pelos irmãos "Victor" (Vitor Chaves Zapalá Pimentel) e "Leo" (Leonardo Chaves Zapalá Pimentel). Iniciaram a carreira no início de 1992, na cidade de Abre Campo, Minas Gerais, onde foram criados, sem pretensão de tornarem-se profissionais.

domingo, 21 de setembro de 2008

George Michael pede desculpas após ser surpreendido novamente com drogas

James Boardman/Reuters
George Michael pediu perdão depois ser preso com drogas em Londres na sexta-feira
George Michael pediu perdão a fãs depois ser preso com drogas em Londres na sexta-feira
'Prometo que vou me recuperar. Peço perdão a todos por isso', disse.
Artista britânico foi detido por posse de entorpecentes em Londres.


A estrela do pop britânico George Michael pediu perdão neste domingo a seus fãs, após ser detido mais uma vez por posse de drogas, em Londres. "Quero pedir perdão a meus admiradores por decepcioná-los outra vez, e prometer que vou me recuperar. Peço perdão a todos por isso", disse Michael em um comunicado.


O artista, de 45 anos, foi detido na sexta-feira, na região de Hampstead Heath, norte de Londres, e levado a uma delegacia, onde foi advertido por posse de drogas de classe "A" e "C", informou a polícia. O crack e a cocaína fazem parte das drogas classificadas como "A".


Em 2007, Michael perdeu a carteira de motorista por dois anos após se declarar culpado de dirigir sob o efeito de drogas. George Michael já vendeu mais de 100 milhões de discos no mundo e ocupou várias vezes o topo da lista de sucessos.


Vídeo: george michael - fast love



Fonte: G1

Rihanna brilha no disputado cenário da música negra

Rihanna brilha no disputado cenário da música negra


À mesma proporção de suas longilíneas pernas se mede o tamanho do real sucesso no qual se transformou a cantora Rihanna. Nascida num pequeno país chamado Barbados, Robyn Rihanna Fenty conseguiu vencer no disputado mercado musical norte-americano. Hoje, a jovem estrela é um fenômeno da música mundial, principalmente entre o público adolescente, inclusive no Brasil.

Por aqui, esse sucesso se faz visível nas vendas do seu primeiro DVD ao vivo, intitulado "Good Girl Gone Bad Live", gravado em Manchester, Inglaterra. Menos de um mês após o lançamento, o material já ultrapassou a marca das 16 mil unidades vendidas em terras tupiniquins, transformando o Brasil no líder mundial de vendas do DVD. Isso sem contar as várias cópias pirata já espalhadas pelas bancas da cidade.

Ouça:
Umbrella

Push Up On Me

Toda essa projeção se deve ao talento da cantora ? que segue o estilo rhythm and blues ? e também ao apoio de um padrinho de peso. Se tudo o que ela toca vira ouro, boa parte desse crédito deve ser dado ao rapper Jay-Z. Dono de espírito empreendedor, o cantor norte-americano foi o responsável por lapidar a carreira de Rihanna, entregando-a nas mãos de produtores gabaritados e a transformando em sua "estrela protegida".

Com o suporte de Jay-Z, várias portas se abriram para Rihanna. E os números estão totalmente a favor da cantora, que já vendeu mais de 12 milhões de álbuns com seus três discos já lançados: "Music of the Sun" (2005), "A Girl Like Me" (2006) e "Good Girl Gone Bad" (2007), o divisor de águas de sua carreira.

Se antes Rihanna já brilhava com os hits "SOS" e "Unfaithful", foi o disco de 2007 que alçou de vez seu nome ao topo da música pop atual. Foi daí que ela retirou pérolas musicais, como aquela do refrão grudento "ella, ella, ella" presente na faixa "Umbrella" (a canção mais tocada nas rádios em 2007), além de "Don't Stop the Music", voltada para as pistas de dança, e a romântica "Hate That I Love You", com Ne-Yo.

Entressafra 

Como se já não bastasse todo esse alvoroço em torno de sua carreira, Rihanna e seus produtores não perderam tempo. Aproveitando o período de entressafra do mercado norte-americano - Beyoncé, Britney Spears e Christina Aguilera, suas concorrentes diretas, ainda estão em estúdio e não têm material novo na praça -, a cantora resolveu relançar o disco "Good Girl Gone Bad: Reloaded", contendo outros hits instantâneos: "Take a Bow", "If I Never See Your Face Again" (com Maroon 5) e "Disturbia", com dois deles chegando ao topo da parada da "Billboard".

Para os fãs, a notícia do momento é o show que a cantora fará no Brasil em fevereiro de 2009. O local escolhido para a apresentação única, até onde se sabe, é um clube na Praia do Jurerê, em Florianópolis, Santa Catarina. O site oficial de Rihanna, entretanto, ainda não confirmou a vinda da cantora e ainda não há informações se ela se apresentará em outras cidades.

Cantora não convence em versão ao vivo 

O registro do show "Good Girl Gone Bad Live", lançado agora em DVD, serve mais para os fãs de carteirinha, como item de colecionador, do que para os ouvintes que curtem uma ou outra música de Rihanna. O resultado do material como um todo não passa de puro entretenimento musical despretensioso, e até certo ponto sem graça. Acompanhada por apenas quatro dançarinos durante toda a apresentação, Rihanna mostra que sua força está mais nas pernas (sempre em evidência), no carisma e na simpatia em cima dos palcos do que propriamente no talento musical. Aqui, estão reunidos 18 sucessos da cantora, apresentados em pouco mais de uma hora e dez minutos. O show tem limitações. A começar pelo palco, com um cenário simples, e até pequeno, se comparado a outras superproduções. Para piorar, ela recorre muito às backing vocals e até ao playback, em músicas que exigem mais de sua voz. Além do show, o DVD conta com um documentário de 16 minutos que mostra os bastidores da turnê. 

Confira 

Rihanna 

CD "Good Girl Gone Bad: Reloaded" 
Universal Music. 15 faixas
Quanto: R$ 27,90

DVD "Good Girl Gone Bad Live" 
Universal Music. 18 faixas
Quanto: R$ 39,90

Fonte: A Gazeta
Autor: Vitor Ferri 

sábado, 13 de setembro de 2008

Trajetória de Frank Aguiar vira filme de R$ 6 mihões

Vídeo: Frank Aguiar Sorocaba - SP
 Cantor Frank Aguiar ganha cinebiografia

O cantor de forró Frank Aguiar (foto) terá sua história contada em um longa-metragem. A cinebiografia do Cãozinho dos Teclados, como o músico é conhecido, será intitulada "Os Sonhos de um Sonhador - A História de Frank Aguiar".

O filme narra a vida de Francineto Luz de Aguiar, que aos 15 anos de idade saiu da cidade de Itainópolis, no interior do Piauí, para iniciar uma bem sucedida carreira como cantor popular e se tornar conhecido em todo o país. Em 2006, o cantor foi eleito deputado federal.

A Fábrica de Vídeo Produções, de Adriano Rodrigues ("O Príncipe"), produz o longa. O estreante Caco Milano assina a direção do projeto. Com orçamento de 6 milhões de reais, "Os Sonhos de um Sonhador - A História de Frank Aguiar" estréia nos cinemas brasileiros no dia 18 de setembro de 2009.

Em breve, Frank Aguiar lançará o disco "Carimbó", em homenagem às raízes da música paraense.



Fonte: www.cinemacomrapadura.com.br

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Disco de David Bowie é eleito o mais gay de todos os tempos


O álbum "David Bowie, The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars", lançado por David Bowie em 1972, foi eleito pelo site Out.com, o álbum mais gay de todos os tempos.

A lista foi feita com a ajuda de "gay experts", como Boy George, Rufus Wainwright e Cyndi Lauper, informou o Out.com. Segundo os time responsável pela seleção, os álbuns escolhidos "não incluem somente músicos homossexuais, mas qualquer disco que tenha relevância na votação".

Além de David Bowie, a lista inclui nomes como The Smiths, Indigo Girls, Elton John, Madonna e Cyndi Lauper.

Confira os 100 álbuns mais gays de todos os tempos:

01 David Bowie - The Rise and Fall of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars
02 The Smiths - The Smiths
03 Tracy Chapman - Tracy Chapman
04 Indigo Girls - Indigo Girls
05 Judy Garland - Judy at Carnegie Hall
06 The Smiths - The Queen is Dead
07 Elton John - Goodbye Yellow Brick Road
08 Madonna - The Immaculate Collection
09 Cyndi Lauper - She's So Unusual
10 Antony And The Johnsons - I Am A Bird Now
11 Various - Hedwig And The Angry Inch Soundtrack
12 The Velvet Underground & Nico - The Velvet Underground & Nico
13 Ani DiFranco - Dilate
14 Erasure - The Innocents
15 George Michael - Faith
16 Queen - A Night at the Opera
17 Lou Reed - Transformer
18 George Michael - Listen Without Prejudice, Vol. I
19 The B-52s - The B-52's
20 Queen - A Day at the Races
21 David Bowie - Hunky Dory
22 The Gossip - Standing In The Way Of Control
23 Deee-Lite - World Clique
24 Sylvester - Living Proof
25 k.d. lang - Ingénue
26 Scissor Sisters - Scissor Sisters
27 Eurythmics - Sweet Dreams (Are Made of This) 
28 Queen - The Game
29 Pet Shop Boys - Actually
30 Diana Ross - Diana
31 Sarah McLachlan - Fumbling Towards Ecstacy
32 The Smiths - Meat Is Murder
33 The Smiths - Hatful Of Hollow
34 Donna Summer - Bad Girls
35 Yaz - Upstairs At Eric's
36 Madonna - Erotica
37 Blondie - Parallel Lines
38 Dusty Springfield - Dusty In Memphis
39 Laura Nyro And Labelle - Gonna Take A Miracle
40 Pet Shop Boys - Behavior
41 Melissa Etheridge - Yes I Am
42 ABBA - Gold
43 Prince - Purple Rain
44 Pet Shop Boys - Very
45 Bikini Kill - Pussy Whipped
46 Madonna - Ray of Light
47 The Magnetic Fields - 69 Love Songs
48 Cris Williamson - The Changer and the Changed
49 Patti Smith - Horses
50 Rufus Wainwright - Poses
51 Frankie Goes To Hollywood - Welcome to the Pleasuredome
52 Kate Bush - Hounds of Love
53 Culture Club - Colour By Numbers
54 Tori Amos - Little Earthquakes
55 David Bowie - Diamond Dogs
56 Team Dresch - Personal Best
57 Prince - Dirty Mind
58 Liz Phair - Exile in Guyville
59 Bronski Beat - The Age of Consent
60 R.E.M. - Automatic For The People
61 Sleater-Kinney - Dig Me Out
62 Jeff Buckley - Grace
63 Björk - Debut
64 Patti Smith - Easter
65 Le Tigre - Le Tigre
66 Soft Cell - Non-Stop Erotic Cabaret
67 Hüsker Dü - Candy Apple Grey
68 Nirvana - Nevermind
69 Frances Faye - Caught In The Act
70 Rent Original Broadway Cast - Rent
71 Elton John - Captain Fantastic and the Brown Dirt Cowboy
72 Donna Summer - Once Upon a Time
73 Various - Fame Soundtrack
74 Michael Jackson - Off the Wall
75 Carole King - Tapestry
76 Ani DiFranco - Imperfectly
77 New Order - Substance
78 Various - The Rocky Horror Picture Show Soundtrack
79 T. Rex - Electric Warrior
80 Rufus Wainwright - Want One
81 Scissor Sisters - Ta-Dah
82 Cher - Believe
83 Bette Midler - The Divine Miss M
84 Cyndi Lauper - True Colors
85 Nina Simone - Anthology
86 Madonna - Madonna
87 Madonna - Confessions On A Dance Floor
88 Hüsker Dü - Zen Arcade
89 Fifth Column - To Sir With Hate
90 Kate Bush - The Kick Inside
91 Grace Jones - Nightclubbing
92 Morrissey - Viva Hate
93 Sade - Lovers Rock
94 Hair Original Broadway Cast - Hair
95 Culture Club - Kissing To Be Clever
96 Nick Drake - Bryter Layter
97 Janis Ian - Between The Lines
98 Ferron - Testimony
99 Joni Mitchell - For The Roses
100 The Beatles - Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band

Fonte: yahoo Noticias

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Michael Jackson e Madonna: o pop tem um rei ou uma rainha?

O pop tem um rei ou uma rainha?
Michael Jackson e Madonna nasceram no mesmo mês do mesmo ano. Os dois são considerados os reis do pop - se é que o gênero comporta duas majestades
THIAGO CID
Fotomontagem sobre fotos / AP

Aos 13 anos de idade, enquanto Michael Jackson já estava nos palcos, Madonna Louise curtia sua adolescência. Desde a infância os dois já mostravam um visível talento para dança. A partir do momento em que se lançaram nos palcos, era impossível negar que ali estava seu futuro, seu habitat natural. E os dois se consagraram embalando as noitadas dos anos 80.

Mas a trajetória dos dois não foi nada parecida. Michael Jackson despontou para a fama com apenas seis anos. Aos nove, assinou seu primeiro contrato com uma gravadora de renome. Aos 11 apareceu na TV pela primeira vez e emplacou seu primeiro single, que chegou ao topo das paradas de sucesso americanas. O rigor com que o próprio pai mantinha a banda dos irmãos Jackson fez com que Michael não tivesse infância. Ele nunca conheceu o conceito de afetividade. Isso criou uma personalidade que não conseguiu resistir às tentações do sucesso e se embrenhou em um caminho aparentemente sem volta por escândalos.

Madonna também não teve uma infância feliz. Perdeu a mãe aos cinco anos e não tinha uma boa convivência com a madrasta e mais sete irmãos. Saiu de casa assim que pôde e abandonou a faculdade para seguir seu sonho: dançar. Com uma imagem de rebelde e até mesmo depravada, Madonna deixou claro com o passar dos anos que a sabia conciliar bem a personalidade rebelde com a postura de uma mulher de negócios, sóbria na condução da própria carreira.

Em seu primeiro álbum solo, Michael Jackson se firmou como sumidade da música pop. Ele deixou mais palatável a música negra americana - mais específicamente o funk e o soul - acrescentando a ela toques de rock, jazz e baladas pop. No fim, sua música não era feita para negros ou brancos: era universal. Sua inovações formais marcaram a batida dos anos 80 e ainda ecoam nos trabalhos de muitos DJs contemporâneos. E não foi só na sonoridade que ele se mostrou inigualável. Sua forma de mexer o corpo, de andar de costas na lua, marcou o passo das pistas de dança. Mas as neuroses da infância se sobrepuseram ao seu talento incontestável. O isolamento em sua mansão só aumentou a intensidade dos boatos sobre suas excentricidades. As denúncias de abuso sexual parecem ter minado todas suas forças criativas. Ainda amado por seus fãs, sempre fiéis, o cinqüentão Michael Jackson de hoje vive de sucessos de duas décadas atrás.

Madonna não inovou muito na forma musical, mas sua atitude serviu de inspiração para todas as gerações de músicos pop até o dia de hoje. Não que sua música não tivesse qualidades. Ao contrário. Sempre orientada por grandes produtores, suas faixas são sucesso absoluto nas pistas. Além de dançantes e muito bem estruturadas formalmente, elas mostram a letrista sensível que Madonna é. Suas palavras refletem claramente os conflitos da mulher moderna. A dicotomia entre sexo e religião é a marca de sua obra. Ora fetichista, ora intimista, Madonna deixou claro que a mulher pode satisfazer suas mais loucas vontades e ainda assim progredir na vida profissional. Ela mostrou que a maternidade não significa repressão da sexualidade. Aos 50 anos, é sinônimo de juventude e continua lançando trabalhos relevantes no mundo pop.

Uma característica comum aos dois artistas foi saber aproveitar o nascimento do videoclipe. Suas faixas fizeram ainda mais sucesso por causa da fusão entre música e imagem em grandes produções - como o arrebatador Thriller, de Jackson.

Michael Jackson inovou na fórmula, Madonna inovou nas letras e na atitude. Ambos são absolutos na dança. Em sua opinião, quem leva a coroa? Compare os principais pontos da carreira desses dois astros.

Fotomontagem sobre fotos / AP

Revista Época

Video Music Awards: Britney Spears leva a melhor

Vídeo: Britney Spears - Piece Of Me

Britney Spears leva a melhor no VMA


Comemorando 25 anos, a edição de 2008 do Video Music Awards, premiação da MTV norte-americana, aconteceu na noite de domingo, nos estúdios da Paramount Pictures, em Los Angeles. A grande vencedora foi Britney Spears, cujo clipe "Piece of Me" faturou as categorias Clipe do Ano, Clipe de Cantora e Clipe Pop. A vitória tripla promete uma volta por cima para Britney, após o fiasco de sua apresentação ao vivo no VMA do ano passado, marcada pela má forma física e performance sofrível. 

A transmissão começou com um quadro humorístico em que o ator Jonah Hill (do filme "Superbad") tenta convencer Britney Spears a beijá-lo nos bastidores do evento. Em seguida, as câmeras acompanharam Britney ao palco, onde ela anunciou a apresentação da cantora Rihanna, que interpretou o hit "Disturbia". 

Pela primeira vez, o apresentador principal foi o comediante britânico Russel Brand, pouco conhecido fora do seu país. Notório por seu humor polêmico, Brand aproveitou para pedir votos ao candidato democrata à presidência dos EUA, Barack Obama, e zombar do presidente George W Bush. 

Encerrando o evento, o cantor de r b Kanye West apresentou sua nova canção "Love Lockdown", cujo single foi lançado ontem nos EUA. 

Vencedores do Video Music Awards 2008 

Clipe do ano. Britney Spears, por "Piece of Me" 

Melhor clipe de cantor. Chris Brown, por "With You" 

Melhor clipe de cantora. Britney Spears, por "Piece of Me" 

Artista revelação.Tokio Hotel, por "Ready, Set, Go!" 

Melhor clipe pop. Britney Spears, por "Piece of Me" 

Melhor clipe de rock. Linkin Park, por "Shadow of the Day" 

Melhor clipe de hip hop. Lil Wayne (com Static Major), por "Lollipop"

Melhor dança. Pussycat Dolls, por "When I Grow Up"

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Elton John & Shania Twain: Você Ainda É O Único!

Videoclipe: Você Ainda É O Único! (Elton John & Shania Twain)


YOU'RE STILL THE ONE
( Você continua sendo único )

( WHEN I FIRST SAW YOU, I SAW LOVE
Quando te vi pela primeira vez, eu vi o amor
AND THE FIRST TIME YOU TOUCHED ME, I FELT LOVE
E na primeira vez que você me tocou eu senti o amor
AND AFTER ALL THIS TIME, YOU'RE STILL THE ONE I LOVE. )
E depois de todo esse tempo, você continua sendo o único que eu amo
LOOKS LIKE WE MADE IT
Parece que conseguimos
LOOK HOW FAR WE'VE COME MY BABY
Veja como chegamos longe ... amor
WE MIGHT A TOOK THE LONG WAY
Talvez tenhamos escolhido o caminho mais longo
WE KNEW WE'D GET THERE SOMEDAY
Mas sabíamos que chegaríamos lá
BRIDGE:
THEY SAID, "I BET THEY'LL NEVER MAKE IT"
Eles diziam: " Eu aposto ... que não vai durar "
BUT JUST LOOK AT US HOLDING ON
Mas pare e veja onde chegamos
WE'RE STILL TOGETHER ... STILL GOING STRONG
Nós continuamos juntos ... ainda continuamos fortes
CHORUS:
(YOU'RE STILL THE ONE)
Você continua sendo o único
YOU'RE STILL THE ONE I RUN TO
Você continua sendo o único para quem me entrego
THE ONE THAT I BELONG TO
O único ao qual eu pertenço
YOU'RE THE ONE I WANT FOR LIFE
Você continua sendo o único que eu quero ... na minha vida
(YOU'RE STILL THE ONE)
Você continua sendo o único
YOU'RE STILL THE ONE THAT I LOVE
Você continua sendo o único que eu amo
THE ONLY ONE I DREAM OF
O único com qual eu sonho
YOU'RE STILL THE ONE I KISS GOOD NIGHT
Você continua sendo o único ... a ganhar o meu beijo de boa noite
AIN'T NOTHIN' BETTER WE BEAT THE ODDS TOGETHER
Não existe nada melhor ... nós superarmos nossas diferenças juntos
I'M GLAD WE DIDN'T LISTEN
Estou feliz por não termos dado ouvidos a eles
LOOK AT WHAT WE WOULD BE MISSIN'
Olha o que estaríamos perdendo
( BRIDGE ) ( CHORUS ) ( CHORUS )
I'M SO GLAD WE MADE IT
Eu estou feliz por termos feito isso
LOOK HOW FAR WE'VE COME MY BABY
Olhe como estamos longe ... amor

Uma linda canção dos Bee Gees, com tradução

Uma linda canção dos Bee Gees, com tradução. Para matar a saudade dos bons tempos que não voltam mais.


How Can You Mend a Broken Heart? (Tradução)
Bee Gees


Como Você Pode Consertar Um Coração Partido?

Como você pode consertar um coração partido?
Eu consigo lembrar dos dias mais jovens,
Quando vivia minha vida
Era tudo que um homem poderia desejar fazer.
Eu nunca conseguia ver o amanhã,
Mas nunca me contaram sobre o sofrimento.

(Refrão:)
E como você pode consertar um coração partido?
Como você pode impedir a chuva de cair?
Como você pode impedir o sol de brilhar?
O que faz o mundo girar em círculos?
Como você pode consertar este homem partido?
Como pode um perdedor algum dia vencer?
Por favor, ajude-me a consertar meu coração partido
E deixe-me viver novamente.

Eu ainda posso sentir a brisa
Que sussurra através das árvores
E as lembranças nebulosas dos dias que se foram.
Nós nunca conseguíamos ver o amanhã,
Ninguém disse uma palavra sobre o sofrimento.

(Refrão)


How Can You Mend a Broken Heart?
Bee Gees


How Can You Mend a Broken Heart

I can think of younger days when living for my life
Was everything a man could want to do.
I could never see tomorrow, but I was never told about the sorrow.

And how can you mend a broken heart?
How can you stop the rain from falling down?
How can you stop the sun from shining?
What makes the world go round?
How can you mend a this broken man?
How can a loser ever win?
Please help me mend my broken heart and let me live again.

I can still feel the breeze that rustles through the trees
And misty memories of days gone by
We could never see tomorrow, noone said a word about the sorrow.

And how can you mend a broken heart?
How can you stop the rain from falling down?
How can you stop the sun from shining?
What makes the world go round?
How can you mend this broken man?
How can a loser ever win?
Please help me mend my broken heart and let me live again.